05 março 2009

Guiné-Bissau: O estado da droga a ferro e fogo


23 de Novembro de 2008
Ataque contra Nino Vieira. Pelo menos um segurança do Presidente da Guiné-Bissau terá sido morto hoje de madrugada durante o ataque contra a residência de "Nino" Vieira, militares fiéis fieis à Presidência dizem ter controlado a situação e garantem lealdade ao Chefe de Estado.

Ex-Director Adjunto dos Serviços de Informações do Estado da Guiné-Bissau, Alfredo Malu, foi libertado por falta de provas da sua alegada implicação na tentativa fracassada de assassinato do Presidente João Bernardo "Nino" Vieira.

6 de Janeiro de 2009
O CEMGFA da Guiné-Bissau, general Tagmé Na Waié, acusou elementos de uma milícia da segurança presidencial de o tentarem assassinar domingo a noite quando circulava nas imediações da Presidência da República.

Segundo o alferes Albino Bogró, do Batalhão da Presidência da República, «Tudo não passou de um acidente. A arma de um soldado da guarda presidencial disparou acidentalmente quando estava a passar o Chefe do Estado-Maior. Foi só isso e mais nada», afirmou.

1 de Março de 2009
O chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) da Guiné-Bissau, general Tagmé Na Waié, morreu este domingo, à noite, na sequência de um atentado à bomba contra as instalações daquela estrutura militar.

2 de Março de 2009
O Presidente da Guiné Bissau, «Nino» Vieira, morreu esta madrugada na sequência de um ataque contra a sua residência

4 de Março de 2009
O ex-Presidente guineense Kumba Ialá, derrubado em 2003 por um golpe de estado perpetrado por militares, disse hoje à Lusa que acompanha o que está a passar na Guiné-Bissau com «pena». Kumba Ialá (que se converteu recentemente ao Islão e mudou o nome para Mohamed Ialá) não foi claro sobre os seus projectos políticos, nomeadamente se tenciona apresentar-se às próximas presidenciais, que se deverão realizar dentro de 60 dias.

«É uma questão que dependerá do partido e também da minha vontade, porque não posso estar todo o tempo a aparecer nas eleições e ser roubado na presença de todas as pessoas»

Sem comentários: