16 fevereiro 2009

Choque entre Submarinos Nucleares

O Ministério da Defesa da França confirmou hoje a colisão de dois submarinos nucleares, o britânico HMS Vanguard e o francês Le Triomphant, no início de Fevereiro no meio do Oceano Atlântico, em um acidente que não deixou danos ou vítimas. O MoD (Ministry of Defense) do Reino Unido recusa-se a confirmar o incidente, pois considera que operações com submarinos são secretas. os Ministérios de Defesa de ambos os países abriram uma investigação para determinar por que os sistemas de sonar não funcionaram.

O submarinos são cegos quando navegam submersos. O que eles “enxergam” é uma imagem produzida a partir dos ruídos que são recebidos por seus sonares passivos, de todas as fontes submarinas e da superfície nas proximidades. Esses sonares, embora muito sensíveis, têm um ponto cego ou região de sombra na popa,

devido ao ruído produzido pelo próprio propulsor do submarino.Uma táctica usada pelos submarinos nucleares, para escutarem a região de sombra na popa, é a de manobrar 90 graus para boreste ou bombordo, após determinado período de tempo. Essa manobra, chamada de “clearing the baffles” em inglês, era usada por submarinos russos de forma repentina e surpreendente, e passou a ser chamada pelos americanos de “Crazy Ivan“, pois provocou colisões com submarinos americanos que navegavam “colados” na popa de submarinos russos em patrulha.

Como não vinham de marcha atrás os 2, os franceses deveriam saber que os ingleses iam à sua frente, óbvio!!!

Mais dados sobre os danos e a instauração de inquérito:

Sem comentários: