28 fevereiro 2009

Caso Freeport: Pirata Informático atacou sistema da PGR

O computador de um dos procuradores titulares do «caso Freeport» foi alvo de um ataque de pirataria, tendo sido infiltrado por um ficheiro vírus, que permite aceder remotamente à memória dos computadores, noticia hoje o semanário Sol.
O vírus, tipo «cavalo de Tróia», permite ler, copiar e reenviar ficheiros para um endereço pré-definido.
O jornal refere um «ataque de pirataria» ao sistema informático da Procuradoria-Geral da República (PGR), sob cuja dependência funciona o DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal), onde trabalham os magistrados responsáveis pela investigação do caso, Vítor Magalhães e Pais Faria.
O ataque, que decorreu há cerca de três semanas, atingiu o computador de Pais Faria, tendo o procurador-geral ordenado a abertura de um inquérito a esta situação.
O sistema foi já auditado por peritos informáricos, que confirmaram a utilização do vírus, acrescenta o Sol.

Sem comentários: